Excelente 2009!!!

Natal... já lá vai...

Peço desculpa aos meus amigos leitores do blog mas as últimas 2 semanas de Dezembro foram um inferno para mim. Cheia de trabalho e com uma gripe, que chegou aos 38,6º de febre, não tive muito tempo para escrever aqui... Ah e o meu PC também anda marado... bem, seja como for, estou de volta! =D Espero que tenham tido um óptimo Natal! *****

What a Wonderful World!

Ai ai... digam-me que ainda pode ser assim... =P

I see trees of green, red roses too
I see them bloom for me and you
And I say to myself
What wonderful world

I see skies of blue and clouds of white
Bright sunny days, dark sacred nights
And I think to myself
What a wonderful world

The colors of the rainbow are so pretty in the skies
Are also on the faces of people walking by
I see friends shaking hands saying
How do you do?
They're really saying
I love you

I see babies cry, I watch them grow
They'll learn much more than I'll ever know
And I think to myself
What a wonderful world
Yes, I think to myself
What a wonderful world

And I say to myself
What a wonderful world

(Joey Ramone)

Direitos Humanos



Artigo 1°

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

Artigo 2°

Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação.
Além disso, não será feita nenhuma distinção fundada no estatuto político, jurídico ou internacional do país ou do território da naturalidade da pessoa, seja esse país ou território independente, sob tutela, autónomo ou sujeito a alguma limitação de soberania.

Artigo 3°

Todo o indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.

Artigo 4°

Ninguém será mantido em escravatura ou em servidão; a escravatura e o trato dos escravos, sob todas as formas, são proibidos.

Artigo 5°

Ninguém será submetido a tortura nem a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes.

Artigo 6°

Todos os indivíduos têm direito ao reconhecimento, em todos os lugares, da sua personalidade jurídica.

Artigo 7°

Todos são iguais perante a lei e, sem distinção, têm direito a igual protecção da lei. Todos têm direito a protecção igual contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.

Artigo 8°

Toda a pessoa tem direito a recurso efectivo para as jurisdições nacionais competentes contra os actos que violem os direitos fundamentais reconhecidos pela Constituição ou pela lei.

Artigo 9°

Ninguém pode ser arbitrariamente preso, detido ou exilado.

Artigo 10°

Toda a pessoa tem direito, em plena igualdade, a que a sua causa seja equitativa e publicamente julgada por um tribunal independente e imparcial que decida dos seus direitos e obrigações ou das razões de qualquer acusação em matéria penal que contra ela seja deduzida.

Artigo 11°

  1. Toda a pessoa acusada de um acto delituoso presume-se inocente até que a sua culpabilidade fique legalmente provada no decurso de um processo público em que todas as garantias necessárias de defesa lhe sejam asseguradas.
  2. Ninguém será condenado por acções ou omissões que, no momento da sua prática, não constituíam acto delituoso à face do direito interno ou internacional. Do mesmo modo, não será infligida pena mais grave do que a que era aplicável no momento em que o acto delituoso foi cometido.

Artigo 12°

Ninguém sofrerá intromissões arbitrárias na sua vida privada, na sua família, no seu domicílio ou na sua correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Contra tais intromissões ou ataques toda a pessoa tem direito a protecção da lei.

Artigo 13°

  1. Toda a pessoa tem o direito de livremente circular e escolher a sua residência no interior de um Estado.
  2. Toda a pessoa tem o direito de abandonar o país em que se encontra, incluindo o seu, e o direito de regressar ao seu país.

Artigo 14°

  1. Toda a pessoa sujeita a perseguição tem o direito de procurar e de beneficiar de asilo em outros países.
  2. Este direito não pode, porém, ser invocado no caso de processo realmente existente por crime de direito comum ou por actividades contrárias aos fins e aos princípios das Nações Unidas.

Artigo 15°

  1. Todo o indivíduo tem direito a ter uma nacionalidade.
  2. Ninguém pode ser arbitrariamente privado da sua nacionalidade nem do direito de mudar de nacionalidade.

Artigo 16°

  1. A partir da idade núbil, o homem e a mulher têm o direito de casar e de constituir família, sem restrição alguma de raça, nacionalidade ou religião. Durante o casamento e na altura da sua dissolução, ambos têm direitos iguais.
  2. O casamento não pode ser celebrado sem o livre e pleno consentimento dos futuros esposos.
  3. A família é o elemento natural e fundamental da sociedade e tem direito à protecção desta e do Estado.

Artigo 17°

  1. Toda a pessoa, individual ou colectivamente, tem direito à propriedade.
  2. Ninguém pode ser arbitrariamente privado da sua propriedade.

Artigo 18°

Toda a pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de mudar de religião ou de convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos.

Artigo 19°

Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e idéias por qualquer meio de expressão.

Artigo 20°

  1. Toda a pessoa tem direito à liberdade de reunião e de associação pacíficas.
  2. Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação.

Artigo 21°

  1. Toda a pessoa tem o direito de tomar parte na direcção dos negócios, públicos do seu país, quer directamente, quer por intermédio de representantes livremente escolhidos.
  2. Toda a pessoa tem direito de acesso, em condições de igualdade, às funções públicas do seu país.
  3. A vontade do povo é o fundamento da autoridade dos poderes públicos: e deve exprimir-se através de eleições honestas a realizar periodicamente por sufrágio universal e igual, com voto secreto ou segundo processo equivalente que salvaguarde a liberdade de voto.

Artigo 22°

Toda a pessoa, como membro da sociedade, tem direito à segurança social; e pode legitimamente exigir a satisfação dos direitos económicos, sociais e culturais indispensáveis, graças ao esforço nacional e à cooperação internacional, de harmonia com a organização e os recursos de cada país.

Artigo 23°

  1. Toda a pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha do trabalho, a condições equitativas e satisfatórias de trabalho e à protecção contra o desemprego.
  2. Todos têm direito, sem discriminação alguma, a salário igual por trabalho igual.
  3. Quem trabalha tem direito a uma remuneração equitativa e satisfatória, que lhe permita e à sua família uma existência conforme com a dignidade humana, e completada, se possível, por todos os outros meios de protecção social.
  4. Toda a pessoa tem o direito de fundar com outras pessoas sindicatos e de se filiar em sindicatos para defesa dos seus interesses.

Artigo 24°

Toda a pessoa tem direito ao repouso e aos lazeres, especialmente, a uma limitação razoável da duração do trabalho e as férias periódicas pagas.

Artigo 25°

  1. Toda a pessoa tem direito a um nível de vida suficiente para lhe assegurar e à sua família a saúde e o bem-estar, principalmente quanto à alimentação, ao vestuário, ao alojamento, à assistência médica e ainda quanto aos serviços sociais necessários, e tem direito à segurança no desemprego, na doença, na invalidez, na viuvez, na velhice ou noutros casos de perda de meios de subsistência por circunstâncias independentes da sua vontade.
  2. A maternidade e a infância têm direito a ajuda e a assistência especiais. Todas as crianças, nascidas dentro ou fora do matrimônio, gozam da mesma protecção social.

Artigo 26°

  1. Toda a pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. O ensino técnico e profissional dever ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar aberto a todos em plena igualdade, em função do seu mérito.
  2. A educação deve visar à plena expansão da personalidade humana e ao reforço dos direitos humanos e das liberdades fundamentais e deve favorecer a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e todos os grupos raciais ou religiosos, bem como o desenvolvimento das actividades das Nações Unidas para a manutenção da paz.
  3. Aos pais pertence a prioridade do direito de escholher o género de educação a dar aos filhos.

Artigo 27°

  1. Toda a pessoa tem o direito de tomar parte livremente na vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar no progresso científico e nos benefícios que deste resultam.
  2. Todos têm direito à protecção dos interesses morais e materiais ligados a qualquer produção científica, literária ou artística da sua autoria.

Artigo 28°

Toda a pessoa tem direito a que reine, no plano social e no plano internacional, uma ordem capaz de tornar plenamente efectivos os direitos e as liberdades enunciadas na presente Declaração.

Artigo 29°

  1. O indivíduo tem deveres para com a comunidade, fora da qual não é possível o livre e pleno desenvolvimento da sua personalidade.
  2. No exercício destes direitos e no gozo destas liberdades ninguém está sujeito senão às limitações estabelecidas pela lei com vista exclusivamente a promover o reconhecimento e o respeito dos direitos e liberdades dos outros e a fim de satisfazer as justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar numa sociedade democrática.
  3. Em caso algum estes direitos e liberdades poderão ser exercidos contrariamente aos fins e aos princípios das Nações Unidas.

Artigo 30°

Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada de maneira a envolver para qualquer Estado, agrupamento ou indivíduo o direito de se entregar a alguma actividade ou de praticar algum acto destinado a destruir os direitos e liberdades aqui enunciados.

Oh well...

(Clicar na imagem para ver maior)

Não Tenho Pressa.


Não tenho pressa: não a têm o sol e a lua.
Ninguém anda mais depressa do que as pernas que tem.
Se onde quero estar é longe, não estou lá num momento.

Sim: existo dentro do meu corpo.
Não trago o sol nem a lua na algibeira.
Não quero conquistar mundos porque dormi mal,
Nem almoçar o mundo por causa do estômago.
Indiferente?
Não: filho da terra, que se der um salto, está em falso,
Um momento no ar que não é para nós,
E só contente quando os pés lhe batem outra vez na terra,
Traz! na realidade que não falta!

Não tenho pressa. Pressa de quê?
Não têm pressa o sol e a lua: estão certos.
Ter pressa é crer que a gente passe adiante das pernas,
Ou que, dando um pulo, salte por cima da sombra.
Não; não tenho pressa.
Se estendo o braço, chego exactamente aonde o meu braço chega
Nem um centímetro mais longe.
Toco só aonde toco, não aonde penso.
Só me posso sentar aonde estou.
E isto faz rir como todas as verdades absolutamente verdadeiras,
Mas o que faz rir a valer é que nós pensamos sempre noutra coisa,
E somos vadios do nosso corpo.
E estamos sempre fora dele porque estamos aqui.

(Alberto Caeiro)

Imagem retirada do site Olhares.com

A Vida Dá Muitas Voltas! E Curiosas!


(com legendas)

Obrigada Francisco pelo video! ;-)

Fotos Icónicas On-line!



Google disponibiliza arquivo fotográfico da revista "Life"

19.11.2008 - 18h54 Romana Borja-Santos


O arquivo da extinta revista “Life” está disponível desde ontem no motor de busca de fotografias do Google. São quase dez milhões de imagens digitalizadas, algumas com data de 1750 e que nunca chegaram sequer a ser publicadas.

No entanto, por agora, apenas 20 por cento da colecção está disponível online mas, ao longo dos próximos meses, serão acrescentadas mais fotografias, até se atingir o total de cerca de dez milhões de imagens. “Este esforço (...) foi inspirado pela nossa missão de organizar a informação de todo o mundo e torná-la universalmente acessível e útil”, lê-se num comunicado emitido pela Google e assinado pelo engenheiro Paco Galanes. Todo o arquivo pode ser consultado na opção “ecrã inteiro” mas, se o utilizador desejar, pode comprar à própria “Life” uma impressão de qualidade, informa a mesma fonte.

No documento, a Google explica, também, que a maioria das imagens se encontrava no arquivo da revista na forma de negativos, slides, chapas de vidro, gravuras ou meras cópias. Retirado o pó, famosos fotógrafos como Alfred Eisendtaedt e Margaret Bourke-White estão agora disponíveis em todo o mundo. A Google destaca um dos seus “clássicos” favoritos de Eisenstaedt, em que crianças assistem a um espectáculo de fantoches, fotografado em 1963, precisamente no clímax da acção da peça, em que um dragão é massacrado.

A revista “Life” foi fundada em 1883 por John Ames Mitchell e, em 1936, passou para as mãos de Henry Luce que comprou o título, centrado no fotojornalismo. A última edição saiu em Maio de 2000. Agora existe apenas online, em Life.com. Informativa e divertida, superficial e séria, atraiu durante décadas os maiores fotógrafos: o desembarque na Normandia visto de perto por Robert Capa, Marilyn Monroe imortalizada por Milton Greene, as favelas do Rio de Janeiro pela lente de Gordon Parks, as temporadas de caça com Ernest Hemingway e Gary Cooper, os Beatles na piscina e o assassinato de John Kennedy são alguns exemplos das imagens memoráveis.

Destaca-se, ainda, as fotografias de Margaret Bourke-White da liberação dos campos de concentração nazis, assim como a primeira foto de soldados americanos mortos na Segunda Guerra Mundial, publicada em 1943.

Artigo retirado do Público On-line


Vejam as imagens já disponiveis em http://images.google.com/hosted/life ou através do Google Image Search.

Rafeiros? Rafeiros Somos Todos!


Animais como nós

Animais como nós

2008-11-10

Houve algumas boas e humanistas almas que se escandalizaram (as boas almas, principalmente as "humanistas", escandalizam-se amiúde com valores que vão um pouco além das fronteiras da sua bondade) com o facto de Obama ter dedicado parte da primeira conferência de imprensa depois de eleito ao cão prometido às filhas.

Podem, porém, sossegar essas boas almas, porque parece que Obama não é indiferente à sua (e delas, boas almas) espécie; talvez só aconteça que as fronteiras do seu humanismo sejam um pouco mais largas que as da humanista Sarah Palin, para quem um barril de petróleo vale bem a extinção dos ursos polares: " O modo como tratamos os animais - afirmou Obama - reflecte o modo como tratamos as pessoas; [também por isso] é muito importante que um presidente se preocupe com a crueldade contra os animais". A recusa de Obama em patrocinar o comércio de "raças puras" do AKC, escolhendo adoptar um animal abandonado ("a mutt, like me", isto é, "um rafeiro, como eu", explicou) tem uma força simbólica que escapa aos "humanistas", que preferiam que ele tivesse falado apenas de índices bolsistas.

Artigo retirado do Jornal de Notícias On-line


Chamar rafeiro a alguém seria, sem dúvida, ofensivo. Sendo o próprio a dizer de si mesmo é uma "bofetada de luva branca" na face daqueles que, para além do assunto canino, fazem questão de meter as pessoas em categorias. Mas afinal que somos nós senão rafeiros, fruto de misturas que nem sabemos? Afinal o que é ser branco? E branco claro? E branco escuro? E amarelo? e...

Estou a trabalhar em part-time num centro de estudos onde acompanho na área da matemática crianças do 5º ao 9º ano. Hoje chateei-me como nunca. Acho que os miúdos nunca me tinham visto tão chateada... mesmo quando são mal-educados ou mal comportados. Estava eu muito bem a tirar dúvidas e inventar exercícios quando uma menina negra de 10 anos veio falar comigo com a lágrima quase a cair dos olhos porque pela segunda vez um menino de 11 anos tinha-lhe feito comentários extremamente ofensivos. Não vou repetir o que este disse porque não quero, mas, escusado será dizer que fui logo falar com o miúdo em questão. Normalmente os miúdos negam ou dizem que o outro fez algo antes... mas este rapaz admitiu logo o que fez e perguntou qual era o mal. Tentei explicar-lhe que a tinha ofendido, que somos todos iguais etc... etc... A resposta dele foi simplesmente mais ofensas, ideias feitas, coisas que ouvidas da boca de um adulto já arrepiam. Pedi-lhe para ir pedir imediatamente desculpa à menina e ele respondeu-me que se recusava a ir. Passei-me completamente, disse que ia pedir desculpa nem que eu o arrastasse e que se não fosse ia ficar de castigo até ao fim do ano! Acho que o miúdo se assustou, mas, ainda assim, quando chegou ao pé dela tive de lhe pedir que dissesse desculpa umas dez vezes, porque as nove primeiras ou fazia figas, ou olhava para o ar, ou dizia de forma pouco séria.

Quando finalmente saí do trabalho vinha triste. Os miúdos às vezes têm muitos defeitos mas ouvir o que ouvi da boca de um pequeno miúdo de 11 anos feriu-me mais do que ouvir de um aldulto... porquê? Bem, talvez porque no fundo sabia que, provavelmente, por trás, devem estar dois papás igualmente racistas. Infelizmente, continua a ver-se sempre de tudo mesmo que já estejamos no século XXI.


Visão Distorcida da Realidade

O Vício de "Bloggar"

(clicar na imagem para ver maior)

100º Post


Este é 100º post deste blog. Boa hora para um balanço. Para os que talvez não leram o meu primeiro post aqui fica o link - O Meu Espírito - e, já agora, outro post em que estava mais desanimada - O Grito.

Já tinha tido 2 blogs que tinha abandonado, criei este porque estava em baixo e precisava de algo que me tirasse da monotonia dos dias e me aliviasse a depressão. Consegui em parte o que ansiava. Ter um blog dá-nos a oportunidade de dizer e partilhar o que vai na alma e ganhar "vizinhos virtuais" e visitar os repectivos blogs.

Sinto que melhorei em relação ao que sentia nos outros dois posts mas o sentimento duplo que descrevo em O Grito mantem-se. É um facto que, este ano léctivo está a ser um pouco diferente... não posso avançar no curso por motivos injustos... mas prefiro não falar nisso... quero (ainda) acreditar na história do "escreve direito por linhas tortas"... quero acreditar que tudo um dia vai valer a pena. Olho-me ao espelho e vejo o que quero ser, o que quero conseguir, a felicidade que sei que me espera... mas depois olho para a realidade e sinto tristeza. Vivo bem, não me posso queixar, tenho tudo o que preciso; olho para tras e sei que a depressão me fez crescer e me ensinou algumas coisas... mas já me foi diagnosticada em Dezembro de 2006 será muito pedir para acordar? Esperava que a vida, desde então, tivesse tido um rumo muito, muito diferente. Cada vez que ganhei forças para voltar a planear e sonhar... lá acontecia qualquer coisa... e depois outra e outra... Quando acabará? Quando me sentirei plena de novo?

Enfim... desculpem o desabafo, mas quem já sofreu desta doença sabe a frustração que se sente. Pelo menos sei que me sinto melhor do que quando escrevi o primeiro post! Agora pelo menos sei que (já) tenho força para não desistir! Grão a grão...

Bom... e agora... adiante, que é o que interessa! ;-)

(Obrigada pela paciência.)

Yes we can!!


Hoje estou orgulhosa pela América! Sou um pouco anti-américa, confesso, e desde a reeleição do George W. Bush que tinha perdido a minha (já pouca) fé na América. Porquê? Bem se precisam de explicações além do óbvio destes anos de Bush, vejam o filme "Fahrenheit 9/11" do Michael Moore. (Deixo aqui o video do trailer - é possível ver todo o filme no youtube sem legendas)



Mas a minha alegria de hoje tem várias formas! Primeiro, estou muito contente que se tenha mudado de rumo neste país que tanto influencia o mundo. Estou feliz por se ter escolhido um homem que, para além de ideias, teve um percurso de vida interessante. Gosto particularmente do facto deste homem ter trabalhado como defensor e angariador para vítimas de descriminação quando podia ganhar muito mais dinheiro noutro emprego como o brilhante licenciado em advocacia de Harvard que era. Aliás, outra coisa que me agrada nele, é saber que a "máquina" que financiou a sua campanha foi constituida em cerca de 50% por aqueles pequenos investidores que ele angariava nesse tempo. Em segundo lugar, venha Obama a ser bom ou mau presidente, não deixa de ser importante notar que é a primeira vez que um afro-americano é eleito. O povo norte-americano é, na minha opinião, ainda hoje racista mas, não deixa de ser impressionante notar que ainda há menos de 50 anos Martin Luther King Jr discursava o seu famoso "I have a dream" e a violência e segregação contra os negros era o que era! Que feliz ficaria Martin Luther King Jr se ainda fosse vivo. (Fica aqui o link para o post em que transcrevi o discurso em inglês de Martin Luther King Jr)

Martin Luther King admirava e inspirava-se em Ghandi (outro grande pacifista). Ambos acabaram assassinados. Espero que antigos ódios não emerjam e venham a fazer o mesmo com Obama.

E vão 3! =D

Amor, que o gesto humano na alma escreve,
Vivas faíscas me mostrou um dia,
Donde um puro cristal se derretia
Por entre vivas rosas e alva neve.

A vista, que em si mesma não se atreve,
Por se certificar do que ali via,
Foi convertida em fonte, que fazia
A dor ao sofrimento doce e leve.

Jura Amor que brandura de vontade
Causa o primeiro efeito; o pensamento
Endoudece, se cuida que é verdade.

Olhai como Amor gera, num momento
De lágrimas de honesta piedade,
Lágrimas de imortal contentamento.

(Luís Vaz de Camões)

Dedicado ao meu namorado por me ter dado tanto amor e alegria ao longo destes 3 aninhos que completamos hoje! Obrigada. Amo-te.

Terapia do Pêlo

De vez em quando, não há mesmo melhor remédio que este! =P


Ensaio Sobre a Cegueira

Estreia dia 13 em todos os cinemas em Portugal. Adorei o livro e portanto estou ansiosa por ver o filme. Deduzo que seja violento com base no livro, mas só poderia ser... Não é uma história sobre cegueira... a cegueira colectiva é só o ponto de partida para um estudo sobre a natureza humana. Recomendo vivamente a todos que leiam o livro.


Trailer com legendas em português do Brasil

Não sei como será o filme. Melhor que o livro é quase impossível mas tenho que confessar que a reacção do próprio Saramago ao filme deixa-me no mínimo entusiasmada!


Reacção de Saramago após ver o filme

E Se Todo o Mundo Votasse?

E se todo o mundo pudesse votar nas eleições americanas?

Ainda faltam uns dias... e é claro que só vão votando aqueles que circulam muito pela net... mas, ainda assim, é curioso ver a tendência dos diversos países e do mundo.

Eu já votei!=P

Votem em http://www.iftheworldcouldvote.com/

O meu ser

A miséria do meu ser,
Do ser que tenho a viver,
Tornou-se uma coisa vista.
Sou nesta vida um qualquer
Que roda fora da pista.

Ninguém conhece quem sou
Nem eu mesmo me conheço
E, se me conheço, esqueço,
Porque não vivo onde estou.
Rodo, e o meu rodar apresso.

É uma carreira invisível,
Salvo onde caio e sou visto,
Porque cair é sensível
Pelo ruído imprevisto...
Sou assim. Mas isto é crível?
(Fernando Pessoa)

Crise



A crise explicada de forma fácil e cómica em Outubro de 2007! (Está em inglês sem legendas)

Video retirado do site SahbaPasta

Sinais e Sentidos...


Imagem retirada do site Olhares.com

Coldplay

Impossible not to like Coldplay!! Enjoy!


Ténis All Star

Um sapato ou uma lenda? Estes ténis qualquer dia fazem 100 anos como o azeite ou assim... (Podem ver a história em http://en.wikipedia.org/wiki/Chuck_Taylor_All-Stars)

Desde do cinema às bandas de rock, da TV à moda... este sapatinho já esteve em muitos pézinhos. A malta quase toda já teve uns mas eu nunca tive paciência pa ir comprar coisas iguais... Agora, passados uns anitos, não resisti à lenda! O meu pai já teve uns (branco sujo) há umas décadas... o meu irmão comprou uns nos anos 90 na mesma cor (ver a primeira foto)...


... e eu não resisti e comprei agora estes para mim... mas com uma cor que tivesse a ter comigo claro! Acho que a foto fala por si!


Com tantas cores e feitios, este sapato vai para lá do século XXI, não tenho dúvidas...mas espero bem que as fábricas orientais com crianças já tenham definitivamente desaparecido dos contratos da nike (que os vende)!

Saber Pensar

Será que esta história faz-nos chegar à conclusão de que é bom saber pensar... ou que às vezes estamos só a complicar? =P Seja como for, cá fica a história (assim como as vossas opiniões...espero!).


Sir Ernest Rutherford, presidente da Sociedade Real Britânica e Prémio Nobel de Química em 1908, contava:

Há algum tempo, recebi um telefonema de um amigo que estava prestes a dar um zero a um estudante pela resposta que tinha dado num problema de física, porque este afirmava com rotundidade que a sua resposta era absolutamente acertada. Professores e estudantes lembraram-se de pedir a opinião de alguém imparcial e fui eleito.

Li a pergunta do exame que dizia: "Demonstre como é possível determinar a altura de um edifício com a ajuda de um barómetro".

O estudante tinha respondido:
- "Leve o barómetro ao terraço do edifício e amarre-lhe uma corda muito longa. Solte-o até a base do edifício, marque e meça. O tamanho da corda será o do edifício".

Realmente, o estudante tinha proposto um sério problema com a resolução do exercício, porque tinha respondido à pergunta correcta e completamente.

Por outro lado, se se lhe concedia a máxima pontuação, poderia alterar a média do seu ano de estudos, obter uma nota mas alta e assim certificar o seu alto nível em física; mas a resposta não confirmava que o estudante tivesse esse nível.

Sugeri que se desse ao aluno outra oportunidade. Concedi-lhe seis minutos para que me respondesse à mesma pergunta mas esta vez com a advertência de que na resposta devia demonstrar os seus conhecimentos de física.

Tinham passado cinco minutos e o estudante não tinha escrito nada. Perguntei-lhe se desejava espairecer, mas este contestou dizendo que teria muitas respostas ao problema. A sua dificuldade era escolher a melhor de todas. Desculpei-me por interromper e pedi-lhe que continuasse.

No minuto que restava escreveu a seguinte resposta:

- "Pegue o barómetro e lançe-o ao solo do o terraço do edifício, calcule o tempo da queda com um cronômetro. Depois aplique a formula da altura = (0,5*h*T²). Assim obtemos a altura do edifício."

Neste ponto perguntei ao meu amigo se o estudante podia retirar-se. Deu-lhe a nota mas alta.

Logo depois, reencontrei-me com o estudante e pedi-lhe que me contasse as suas outras respostas à pergunta.

- "Bom..."- respondeu -"...há muitas maneiras. Por exemplo, pegue no barómetro num dia ensolarado e meça a altura do barómetro e a longitude de sua sombra. Se medimos a seguir a longitude da sombra do edifício e aplicamos uma simples proporção, obteremos também a altura do edifício."

Perfeito, disse-lhe, e de outra maneira? E ele prontamente:

- "Este é um procedimento muito básico para medir a altura de um prédio, mas também serve. Neste método, pegue no barómetro e fique posicionado nas escadas do edifício no térreo. Então vá subindo as escadas enquanto marca a altura do barômetro e conte o número de marcas até o terraço. Multiplique, ao final, a altura do barômetro pelo numero de marcas e terá a altura. Este é um método muito simples e directo."

E continuando :

- "No entanto, se o que quer é um procedimento mais sofisticado, pode amarrar o barómetro a uma corda e movê-lo como se fosse um pêndulo. Se calculamos que quando o barómetro esta à altura do terraço a gravidade é zero e se temos em conta a medida da aceleração da gravidade ao descer o barómetro em trajectória circular ao passar pela perpendicular do edifício, da diferença destes valores, e aplicando uma singela formula trigonométrica, poderíamos calcular, sem dúvida, a altura do edifício. Mas enfim ... existem muitas outras. Provavelmente, a melhor seja pegar o barômetro e bater na porta do apartamento do zelador e quando ele abrir dizer: Oh Severino, tenho aqui este barómetro muito bom e bonito. Se você me dizer a altura exacta do prédio, dou-lho de presente."

Neste momento da conversa, perguntei-lhe se não conhecia a resposta convencional do problema (a diferença de pressão marcada pelo barómetro em dois lugares diferentes permite-nos saber a diferença de altura entre estes mesmos dois pontos).

- "Evidentemente que sim, mas durante meus estudos, os professores sempre tentaram ensinar-me a pensar.

O estudante chamava-se Niëls Bohr, prémio Nobel de física em 1922, mais conhecido por ser o primeiro a propor o modelo do átomo como o conhecemos hoje em dia, com protões, neutrões e eletrões nas camadas. Foi fundamentalmente um inovador da teoria quântica.

Á margem do divertido e curioso personagem, o essencial da história é que o haviam ENSINADO A PENSAR.



Fracasso

"Tenta. Fracassa. Não importa. Tenta outra vez. Fracassa de novo. Fracassa melhor"
Samuel Beckett

"Aquilo que mais secretamente tememos sempre acaba acontecendo."
Albert Camus

"Existem mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam".
Henry Ford

"A minha falha e o meu fracasso não são as minhas paixões, mas a falta de controle sobre elas."
Jack Kerouak

Nobel


"Sou um escritor atípico. Só escrevo porque tenho ideias. Sentar-me a pensar que tenho que inventar uma história para escrever um livro nunca me aconteceu e nunca me acontecerá. Necessito de algo que me sacuda por dentro e que se me agarre com força para que eu entenda que ali há qualquer coisa para contar."

"Não há formação para se ser escritor. Passe por onde passe, o escritor é sempre um autodidacta. Quando se senta pela primeira vez e escreve as primeiras palavras, não lhe serve de muito ter andado na universidade, ou na outra, a que chamamos universidade da vida. Serve, mas não é por isso que escreve. (...) O que acontece é que talvez nos achemos demasiado importantes, demasiado interessantes."

10º Aniversário da Atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago.

Esperança

Esperança - A esperança adquire-se. Chega-se à esperança através da verdade, pagando o preço de repetidos esforços e de uma longa paciência. Para encontrar a esperança é necessário ir além do desespero. Quando chegamos ao fim da noite, encontramos a aurora.

(Georges Bernanos)

Será?...

Luz, câmara, acção!

Petite Jeanne

Jeanne met toutes ses billes dans la course au pouvoir,
Au succès Jeanne n'est pas à cours de ressources pour séduire qui lui pla?t
Jeanne conna?t bien l'art des retouches et l'envers du décor
Elle corrige la forme de sa bouche, les lignes de son corps

Petite Jeanne deviendra grande quand ses rêves auront changé
Petite Jeanne deviendra forte quand ses jouets préfabriqués s‘ront usés
Jeanne aim‘rait d?ner au champagne tous les soirs de l‘année
Eclipser les autres par son charme, son talent, ses idées
Jeanne voudrait avoir à ses pieds des amants riches et beaux
Au bras de qui elle sourirait à la une des journaux

Petite Jeanne deviendra grande quand ses rêves auront changé
Petite Jeanne deviendra forte quand ses jouets préfabriqués seront cassés
Jeanne voudrait dormir dans la soie, le velours, le satin
Jeanne en veut, fait tout, croisent les doigts pour aider le destin
Non, Jeanne n'a pas besoin qu'on lui fasse un dessin.

(AIR - Franch Band)

Virtual Insanity

Sempre gostei desta música e é provavelmente um dos meus videoclips preferidos. Sempre me perguntei como teriam feito o video... Vi, no outro dia, num documentário do VH1, que o chão não se mexia, mas sim as paredes! Genial.


Manhãs

Não só por hoje ser segunda-feira, mas parece que tive sempre este mesmo problema...

Back to School...


Nota: Eu estudo engenharia... Ironias...

Imagem retirada do site SahbaPasta

Tereré

Sempre quis fazer um tereré mas com cabelo curtinho não tinha piada... No último dia deste Avante lá fiz um... Vamos ver quanto tempo dura! =P

Festa do Avante!!

Cá fui eu à última grande festa (e aventura =P) do Verão! Foi pena a chuva no 1º dia mas... foi muito bom e pró ano há sempre mais!! E viva dançar a carvalhesa!!













Desligado.net

Mas afinal, o que é esse site que está em todo lado, nos anúncios, com um botão de ligar?

Bom, é uma experiência simples com o Fernando Alvim em que este fica 7 dias sem telemóvel, mp3, Internet... Ainda todos nos lembramos desses tempos... mas como será agora que já nos habituámos? www.desligado.net é interessante mesmo para quem não é fã do Alvim!

Outros Tempos

Esta é uma foto dos meus pais (devidamente "alterada") no dia do casamento em 1976. Para além das óbvias frases (" ah e tal, a noiva não vai de branco...", "ah e tal, o noivo não vai de fato...", e ainda, talvez, "ah e tal, olha-me pró tamanho daqueles cabelos e daquela barba...") há ainda toda uma estética de uma geração tão diferente das de hoje. Era uma geração revolucionária, que tinha ideais, opiniões e sobretudo sonhos!

Digam o que disserem houve algo que falhou... os filhos destas gerações sonhadoras perderam no mínimo a importância do SONHO! Somos uma geração fantástica que faz coisas incríveis mas que esqueceu por completo tudo, todos os antigos ideais... tenho pena... gosto sem dúvida de viver nos dias de hoje, tanto como ser humano, como mulher, mas olho em volta e... parece que falta qualquer coisa... Onde está esta antiga geração? Onde estão os jovens "sonhadores" que dela deveriam ter nascido?... Enfim, só um desabafo. =P


Oh I wish I was a punk rocker with flowers in my hair

In 77 and 69 revolution was in the air

I was born too late into a world that doesn't care

Oh I wish I was a punk rocker with flowers in my hair

When the head of state didn't play guitar,
Not everybody drove a car,
When music really mattered and when radio was king,
When accountants didn't have control
And the media couldn't buy your soul
And computers were still scary and we didn't know everything

[Chorus]

When pop-stars still remained a myth
And ignorance could still be bliss
And when God Saved the Queen she turned a whiter shade of pale
When my mom and dad were in their teens
And anarchy was still a dream
And the only way to stay in touch was a letter in the mail

[Chorus]

When record shops were still on top
And vinyl was all that they stocked
And the super info highway was still drifting out in space
Kids were wearing hand me downs,
And playing games meant kick around
And footballers still had long hair and dirt across their face

[Chorus]

I was born too late to a world that doesn't care
Oh I wish I was a punk rocker with flowers in my hair

SANDI THOM

Ar puro!

Mais uma aventura, mais uma semaninha e pouco de Verão na bela aldeia transmontana onde passo todas as férias desde criança! Não deixo passar um ano sem ir lá! (Só não fui em 2006 por causa do InterRail). Soube a pouco!! Quero mais!! Mas... como sempre... o dever chama...

Vejam como o rio é lindo! =D


E procurando no YouTube, descobri este video com imagens desta mesma aldeia (Nuzedo de Baixo)!! Vejam como é linda!! =P



Imagem retirada do site olhares.com

Não Abandone!!

Fotografias Perfeitas... Mundo Imperfeito...

Paredes de Coura!

Sim... o meu estilo tem mais a ver com o Sudoeste... Mas confesso que o Paredes de Coura foi uma bela experiência! =D








































E agora... ideias para a próxima aventura...


hum... sim, acho que já tenho algumas! =P

Ah... Férias!!!

A Evolução da Dança

Sim, é verdade... eu era daquelas miúdas que via o canal Viva e tentava imitar as coreografias (até o "thriller"!)... que se há-de fazer? Ainda mal sabia andar e os meus papás já viam como eu adorava dançar! =P

Vejam este video! Para quem gostava de ver os videoclips então... é muito bom! É... a Evolução da Dança!


O Triunfo dos Porcos


" 1 - Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.
2- Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo.
3 - Nenhum animal usará roupas.
4 - Nenhum animal dormirá numa cama.
5 - Nenhum animal beberá álcool.
6 - Nenhum animal matará outro animal.
7 - Todos os animais são iguais. "

" 4 - Nenhum animal dormirá numa cama com lençois.
5 - Nenhum animal beberá em excesso.
6 - Nenhum animal matará outro animal sem motivo.
7 - Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais do que outros. "

"Não havia agora dúvidas sobre o que estava a acontecer às caras dos porcos. Os animais que estavam lá fora olhavam dos porcos para os homens, dos homens para os porcos e novamente dos porcos para os homens; mas já não era possível dizer quem era quem."

Grande fábula que sintetiza muita da política... o idealismo traído pelo poder.


Precisa-se

Precisa-se

De pessoas que tenham os pés na terra e a cabeça nas estrelas.

Capazes de sonhar, sem medo dos seus sonhos.

Tão idealistas que transformem os seus sonhos em metas.

Pessoas tão práticas que sejam capazes de tornar as suas metas em realidade.

Pessoas determinadas que nunca abram mão de construir os seus destinos e arquitectar as suas vidas.

Que não temam as mudanças e saibam tirar proveito delas.

Que tornem o seu trabalho objecto de prazer e uma porção substancial de realização pessoal.

Que percebam, na visão e na missão dos seus objectivos, um forte impulso para a sua própria motivação.

Pessoas com dignidade, que conduzam com coerência os seus discursos, os seus actos, as suas crenças e os seus valores.

Precisa-se de pessoas que questionem, não pela simples contestação, mas pela necessidade íntima de só aplicar as melhores idéias.

Pessoas que mostrem a sua face serena de parceiros honestos, sem se mostrarem superiores nem inferiores, mas… iguais.

Precisa-se de pessoas ávidas por aprender e que se orgulhem de absorver o novo.

Pessoas de coragem para abrir caminhos, enfrentar desafios, criar soluções, correr riscos calculados sem medo de errar.

Precisa-se de pessoas que construam as suas equipas e se integrem nelas.

Que não tomem para si o poder, mas saibam compartilhá-lo.

Pessoas que não se empolguem com o seu próprio brilho, mas com o brilho do resultado alcançado em conjunto.

Precisa-se de pessoas que vejam as árvores mas também prestem atenção à magia da floresta: que tenham a percepção do todo e da parte.

Seres humanos justos, que inspirem confiança e demonstrem confiança nos parceiros, estimulando-os, energizando-os, sem receio que lhe façam sombra e sim orgulhando-se deles.

Precisa-se de pessoas que criem em torno de si um ambiente de entusiasmo, de liberdade, de responsabilidade, de determinação, de respeito e de amizade.

Precisa-se de seres racionais. Tão racionais que compreendam que a sua realização pessoal está atrelada à vazão das suas emoções.

É na emoção que encontramos a razão de viver.

Precisa-se de gente que saiba administrar COISAS e liderar PESSOAS.

Precisa-se urgentemente de repensar um novo ser


história adaptada do site http://www.pensador.info/

Por aí...


Saudades de InterRail...

Saudades de Aventura...
Saudades De Férias!

Imagem retirada do site Olhares.com

É p'ra Amanhã!


É p'ra amanhã
Bem podias fazer hoje
Porque amanhã sei que voltas a adiar
E tu bem sabes como o tempo foge
Mas nada fazes para o agarrar

Foi mais um dia e tu nada fizeste
Um dia a mais tu pensas que não faz mal
Vem outro dia e tudo se repete
E vais deixando ficar tudo igual

É p'ra amanhã
Bem podias viver hoje
Porque amanhã quem sabe se vais cá estar
Ai tu bem sabes como a vida foge
Mesmo que penses que está p'ra durar

Foi mais um dia e tu nada viveste
Deixas passar os dias sempre iguais
Quando pensares no tempo que perdeste
Então tu queres mas é tarde demais

É p'ra amanhã
Deixa lá não faças hoje
Porque amanhã tudo se há-de arranjar
Ai tu bem sabes que o trabalho foge
Mesmo de quem diz que quer trabalhar

Eu sei que tu andas a procurar
Esse lugar que acerte bem contigo
Do que aparece não consegues gostar
E do que gostas já está preenchido

Instantes

Envelhecer...


A magia sublime da imaginação inata das crianças... era tão bom mantê-la sempre... :)

Nova Campanha!


Atenção pessoal! Gostavam de ajudar a AAAAMoita com ração ou comprando uma peça de artesanato?...

Então apareçam no dia 28 ou 29 no Feira Nova de Chelas! Estaremos lá com nova campanha!



Preferem meter as mãos ao trabalho? Não há problema!

Juntem-se a nós no próximo sábado, dia 28 de Junho.

Temos para lhe oferecer um dia de muito sol, um bronzeado fantástico, diversão e almoço incluído.
O programa de diversão inclui actividades como pinturas...e não são faciais!
Oferecemos almoço e sobremesa:)
Os animais da associação estão em plena agonia com o calor que se faz sentir no abrigo "velho". Venha ajudar a apressar a conclusão do novo espaço. Toda a ajuda é bem vinda.... e sem limites de idade!
Recomenda-se chapéu, protector solar e muita água. Fica aqui o mapa:




E se forem daqueles que gostam mais de ficar por casa? Não faz mal, também podem ajudar!

O
Rifapet está de volta com um prémio para toda a família!

- After shave e Spray desodorizante Signature
- Pasta e Escova de Dentes
- Conjunto de Colar a Brinco
- Creme de Rosto e Bolsa de Cosméticos Time Relax
- Sombra de olhos Visions - Barbie & Ken
- Baton Vivid Rose
- Gel de Banho e Sabonete Ginger & Lime
- Protector Solar Kids, com SPF 40
- Porta-moedas Friends
- Óculos de Sol
Vai tudo numa caixa de presentes e também leva saquinhos e amostras, mais alguns folhetos sobre os produtos.

Cada rifa custa 2 Peteuros. O prémio será sorteado no dia 31 de Julho pela Lotaria Popular!


Seja qual for a vossa maneira, lembrem-se que estarão a ajudar os cerca de 350 animais da AAAAMoita! Obrigada!

Strawberry Fields Forever


Let me take you down, 'cause I'm going to Strawberry Fields.
Nothing is real and nothing to get hung about.
Strawberry Fields forever.

Living is easy with eyes closed, misunderstanding all you see.
It's getting hard to be someone but it all works out.
It doesn't matter much to me.

Let me take you down, 'cause I'm going to Strawberry Fields.
Nothing is real and nothing to get hung about.
Strawberry Fields forever.

No one I think is in my tree, I mean it must be high or low.
That is you can't you know tune in but it's all right.
That is I think it's not too bad.

Let me take you down, 'cause I'm going to Strawberry Fields.
Nothing is real and nothing to get hung about.
Strawberry Fields forever.

Always no sometimes think it's me, but you know I know when it's a dream.
I think I know I mean "Yes," but it's all wrong.
That is I think I disagree.

Let me take you down, 'cause I'm going to Strawberry Fields.
Nothing is real and nothing to get hung about.
Strawberry Fields forever.
Strawberry Fields forever.
Strawberry Fields forever.

(The Beatles)


(Imagem feita no Wordle por annelikescoffee)

"Persépolis"

Vi este filme ontem e gostei muito!



"Persépolis" é a história de uma menina que cresce no Irão durante a Revolução islâmica, a história autobiográfica de Marjane Satrapi, que já dera origem a quatro livros de banda desenhada. É através dos olhos da destemida Marjane, de nove anos, que é vista a esperança de um povo ser destruída quando os fundamentalistas tomam o poder, forçando as mulheres a usar o véu e prendendo milhares de pessoas.
Inteligente e extrovertida, Marjane consegue, mesmo apesar das proibições, descobrir a cultura punk, os Abba ou os Iron Maiden. Mas quando o tio é cruelmente executado e as bombas começam a cair sobre Teerão durante a Guerra com o Iraque, o medo começa a ganhar forma. E a ousadia de Marjane torna-se uma preocupação para os pais que acabam por tomar a difícil decisão de a enviar para uma escola na Áustria. Aí, sozinha, Marjane é confundida com o fundamentalismo religioso, exactamente aquilo de que fugiu do seu país. Mas, com o tempo, acaba por ser aceite. Quando termina o liceu, Marjane decide regressar ao Irão, mas aos 24 anos percebe que não pode continuar a viver no seu país, que trocará pela França, numa decisão cheia de optimismo face ao futuro.
Um filme comovente, trágico e ao mesmo tempo cheio de humor, sobre a ignorância, a intolerância e a forma como há pessoas que continuam a lutar contra as suas consequências e por fazer a diferença.

Época de Exames....

Pois é meus amigos, amanhã terei o meu primeiro exame da temporada e... com tanto em que pensar, tenho deixado o blog um pouco para trás. Vou continuar a escrever, mas apenas menos regularmente. Obrigada aos que vão visitando e, para responder à pergunta da Amor de Madrugada... tenho andado... em CASA... só em CASA!! =P Ai ai ... as férias hão-de saber muito muito bem...


O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto alguém.
Essas coisas todas -
Essas e o que faz falta nelas eternamente;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser…

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto…
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo. íssimo,
Cansaço…

(Álvaro de Campos)

Vícios

Cada vez mais um vício...


... já gastei cerca de 35€ mas... comprei 7 bons livros!
Quero mais! =P


Espíritos Leitores

Arquivos

Sons