Vida...


Ai... ai... a vida é tão curta. Tenho tanto para fazer e viver... tantas coisas... às vezes também sabe bem só relaxar e olhar em volta para tudo o que de bonito nos rodeia... Mas não o façam como este gato, estejam livres para aproveitar o bom que vier! Nunca se sabe....




E quando não perceberem o sentido de algo.... ah que se dane, relaxem mais um pouco e talvez no meio da vossa meditação tenham a resposta!




O Grito!!!


"Denomina-se depressão uma doença psiquiátrica, que inclui perda de ânimo e tristeza profunda, superior ao mal causado pelas circunstâncias da vida. A depressão é entendida como um mal funcionamento cerebral uma má vontade psíquica ou uma cegueira mental, para as coisas boas que a vida pode oferecer. A pessoa deprimida sabe e tem consciência das coisas boas da sua vida, sabe que tudo poderia ser bem pior e que os motivos para o seu estado mental não são tão importantes assim, entretanto esta doença acaba por se manifestar tão forte que o paciente não consegue sentir vontade de viver."

E neste estado de "mal funcionamento cerebral" eis que surge uma pequena luz que me faz querer vencer, querer acreditar, querer mudar. Mas a maldita não perdoa! O curto-circuito lá está, infalível, fazendo crer que em cada luta se avizinha uma derrota e que cada pequena vitória não é mais que uma migalha no inevitável fracasso.

Nesse momento, em que todos estes pensamentos giram no espaço entre os meus ouvidos, a minha garganta só quer GRITAR. GRITAR, o mais alto possível, mas... até isso parece inútil frente à derrota constante do "eu" sobre o "eu".

E... no fim de contas, tudo somado, só ganhei uma grande dor de cabeça e a certeza de recomeçar tudo de novo no dia seguinte... esperando dessa vez vencer.

Saudades


Would you know my name
If I saw you in heaven
Will it be the same
If I saw you in heaven
I must be strong, and carry on
Cause I know I don't belong
Here in heaven

Would you hold my hand
If I saw you in heaven
Would you help me stand
If I saw you in heaven
I'll find my way, through night and day
Cause I know I just can't stay
Here in heaven

Time can bring you down
Time can bend your knee
Time can break your heart
Have you begging please
Begging please

Beyond the door
There's peace I'm sure.
And I know there'll be no more...
Tears in heaven

Would you know my name
If I saw you in heaven
Will it be the same
If I saw you in heaven
I must be strong, and carry on
Cause I know I don't belong
Here in heaven

(Eric Clapton)

Recomeça...

Recomeça...
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do Futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descances.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças...

(Miguel Torga)

Quem Vê Caras...

Quem vê caras, não vê corações!

Nesta foto vêem-se duas caras. Uma cara normal à direita, e uma má à esquerda. Mas... agora levantem-se e dêem 8 passos para trás. Ah pois é.... às vezes o que parece não é! =P

Uma Questão de Estratégia

Dizem que havia um cego sentado na calçada, com um boné a seus pés e um pedaço de madeira que, escrito a giz branco, dizia: "Por favor, ajude-me, sou cego". Um publicitário da área da criação que passava em frente dele parou e viu poucas moedas no boné. Sem pedir licença, agarrou no cartaz, virou-o, pegou no giz e escreveu outro anúncio. Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi-se embora. Pela tarde o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Agora, o boné estava cheio de notas e moedas.

O cego reconheceu as pisadas e perguntou-lhe se havia sido ele quem reescreveu o cartaz, sobretudo querendo saber o que havia escrito.

O publicitário respondeu: "Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras."

Sorriu e continuou o seu caminho. O cego nunca soube, mas o seu novo cartaz dizia:
"Hoje é Primavera, e eu não posso vê-la."

história retirada do site www.centrovegetariano.org


E, já agora, deixo esta frase:
"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara." - José Saramago

Obrigada!


Something

Something in the way she moves
Attracts me like no other lover
Something in the way she woos me

I don't want to leave her now
You know I believe her now

Somewhere in her smile she knows
That I don't need no other lover
Something in her style that shows me

Don't want to leave her now
You know I believe her now

You're asking me will my love grow
I don't know, I don't know
You stick around now it may show
I don't know, I don't know

Something in the way she knows
And all I have to do is think of her
Something in the things she shows me

Don't want to leave her now
You know I believe her now
Para ti!


Sempre adorei esta música dos Beatles, mesmo quando não acreditava que um amor como o nosso pudesse existir! Obrigada por tudo o que me dás todos os dias. Obrigada por me teres feito acreditar que um amor tão verdadeiro existe mesmo e é "o" paraíso. Obrigada por me dares tanto carinho e força todos os dias, cada vez mais... enfim, que posso dizer?... Fico-me pelo simples OBRIGADA! Amo-te! Muito! ("She loves you!" ;-) Yeah! Yeah! Yeah!)

Planos...

Adiamento

Depois de amanhã, sim, só depois de amanhã...
Levarei amanhã a pensar em depois de amanhã,
E assim será possível; mas hoje não...
Não, hoje nada; hoje não posso.
A persistência confusa da minha subjectividade objectiva,
O sono da minha vida real, intercalado,
O cansaço antecipado e infinito,
Um cansaço de mundos para apanhar um eléctrico...
Esta espécie de alma...
Só depois de amanhã...
Hoje quero preparar-me,
Quero preparar-me para pensar amanhã no dia seguinte...
Ele é que é decisivo.
Tenho já o plano traçado; mas não, hoje não traço planos...
Amanhã é o dia dos planos.
Amanhã sentar-me-ei à secretária para conquistar o mundo;
Mas só conquistarei o mundo depois de amanhã...
Tenho vontade de chorar,
Tenho vontade de chorar muito de repente, de dentro...

Não, não queiram saber mais nada, é segredo, não digo.
Só depois de amanhã...
Quando era criança o circo de domingo divertia-me toda a semana.
Hoje só me diverte o circo de domingo de toda a semana da minha infância...
Depois de amanhã serei outro,
A minha vida triunfar-se-á,
Todas as minhas qualidades reais de inteligente, lido e prático
Serão convocadas por um edital...
Mas por um edital de amanhã...
Hoje quero dormir, redigirei amanhã...
Por hoje, qual é o espectáculo que me repetiria a infância?
Mesmo para eu comprar os bilhetes amanhã,
Que depois de amanhã é que está bem o espectáculo...
Antes, não...
Depois de amanhã terei a pose pública que amanhã estudarei.
Depois de amanhã serei finalmente o que hoje não posso nunca ser.
Só depois de amanhã...
Tenho sono como o frio de um cão vadio.
Tenho muito sono.
Amanhã te direi as palavras, ou depois de amanhã...
Sim, talvez só depois de amanhã...

O porvir...
Sim, o porvir...

(Álvaro de Campos)

O Principezinho


"É muito simples:somente vemos bem com o coração. O essencial é invisível aos nossos olhos."


"Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhares e milhares de estrelas, isso basta para que seja feliz quando a contempla"

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade!"

"Tu tornas-te eternamente responsável por aquilo que cativas."


etc... etc... etc... Este livro está repleto de passagens lindas para todas as idades. Para quem queira ler fica aqui um link para a obra completa: O Principezinho (penso que está em português do Brasil...)

Estou Além


Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P'ra não chegar tarde

Não sei de que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
Quem quer dar-me a mão

Vou continuar a procurar
A quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só:
Quero quem quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Porque eu só quero quem
Quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Porque eu só quero quem
Quem eu nunca vi

Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder

Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar

Vou continuar a procurar
A minha forma
O meu lugar
Porque até aqui eu só:
Estou bem aonde eu não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem
Aonde eu não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem
Aonde eu não estou
Estou bem aonde eu não estou
...

O Sonho...

Pelo sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não Chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.
Basta fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia a dia.
- Partimos. vamos. Somos.

(Sebastião da Gama)


Um sonho é metade de uma realidade.

(Joseph Joubert)


Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

(Fernando Pessoa)


Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cizenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso,
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

(António Gedeão)

Nicolau Maquiavel

- "Todos vêem aquilo que pareces, poucos sentem o que és."

- "Os preconceitos têm mais raízes que os príncipios."

- "A ambição é uma paixão tão imperiosa no coração humano, que, mesmo que galguemos as mais elevadas posições, nunca nos sentimos satisfeitos."

- "Os homens quando não são forçados a lutar por necessidade, lutam por ambição."

- "O homem que tenta ser bom o tempo todo está fadado à ruína entre os inúmeros outros que não são bons."

- "Os homens ofendem mais ao que amam do que ao que temem."

- "Onde a força de vontade é grande, as dificuldades não podem sê-lo."

Gestão da Raiva

Às vezes quando estás zangado com alguém, ajuda sentar e pensar sobre o problema.

Tempo...

Um Consultor, especialista em GESTÃO de TEMPO, quis surpreender o auditório numa conferência. Tirou debaixo da mesa um frasco grande de vidro de boca larga. Colocou-o em cima da mesa, junto a uma bandeja com pedras do tamanho de um punho e perguntou:

"Quantas pedras pensam que cabem neste frasco?"
Depois dos presentes fazerem as suas conjecturas, começou a meter pedras até que encheu o frasco. Depois perguntou: "Está cheio?"

Toda a gente olhou para o frasco e assentiu que sim. Então ele tirou debaixo da mesa um saco com gravilha (pedrinhas pequenas, menores que a "brita").

Meteu parte da gravilha dentro do frasco e agitou-o. As pedrinhas penetraram pelos espaços que deixavam as pedras grandes. O Consultor sorriu com ironia e repetiu: "Está Cheio?" Desta vez os ouvintes duvidaram: "Talvez não."

"Muito bem!" E pousou na mesa um saco com areia que começou a despejar no frasco.

A areia filtrava-se nos pequenos buracos deixados pelas pedras e pela gravilha. "Está cheio?" - perguntou de novo.

"Não!", exclamaram os presentes. Então o consultor pegou numa jarra de água e começou a derramar para dentro do frasco. O frasco absorvia a água sem transbordar.

"Bom, o que acabamos de demonstrar?", perguntou. Um ouvinte respondeu: "Que não importa quão cheia está a nossa agenda, se quisermos, sempre conseguimos fazer com que caibam mais coisas."

"Não!", concluiu o especialista, "O que esta lição nos ensina é que se não colocarem as pedras grandes primeiro, nunca poderão colocá-las depois."

Agora, pensa, quais são as grandes pedras da tua vida?

história retirada do site http://www.centrovegetariano.org

Feira de Adopção Animal (Sesimbra)

Hoje recebi este mail reenviado da parte da Associação Bianca. Reproduzo aqui o mail para os interessados! ;-)


"Amigos

A Associação Bianca vai realizar mais uma Feira de Adopção Animal no próximo dia 5 de Janeiro.
Será na Carrasqueira, antes de chegar a Sesimbra, junto ao Supersol e PLUS. Decorre das 10h às 17h.

Temos dezenas de cachorrinhos para adopção, muitos cães adultos e alguns gatinhos. São necessários donos com urgência!
Se não puder adoptar pode ajudar-nos com ração, medicamentos ou cobertores.
Divulgue por favor. Seguem-se fotos de alguns cachorros disponíveis de momento.


Obrigada

Ana Duarte

PS: Se chover o evento passa para o sábado dia 12."




Espíritos Leitores

Sons