Fotos Icónicas On-line!



Google disponibiliza arquivo fotográfico da revista "Life"

19.11.2008 - 18h54 Romana Borja-Santos


O arquivo da extinta revista “Life” está disponível desde ontem no motor de busca de fotografias do Google. São quase dez milhões de imagens digitalizadas, algumas com data de 1750 e que nunca chegaram sequer a ser publicadas.

No entanto, por agora, apenas 20 por cento da colecção está disponível online mas, ao longo dos próximos meses, serão acrescentadas mais fotografias, até se atingir o total de cerca de dez milhões de imagens. “Este esforço (...) foi inspirado pela nossa missão de organizar a informação de todo o mundo e torná-la universalmente acessível e útil”, lê-se num comunicado emitido pela Google e assinado pelo engenheiro Paco Galanes. Todo o arquivo pode ser consultado na opção “ecrã inteiro” mas, se o utilizador desejar, pode comprar à própria “Life” uma impressão de qualidade, informa a mesma fonte.

No documento, a Google explica, também, que a maioria das imagens se encontrava no arquivo da revista na forma de negativos, slides, chapas de vidro, gravuras ou meras cópias. Retirado o pó, famosos fotógrafos como Alfred Eisendtaedt e Margaret Bourke-White estão agora disponíveis em todo o mundo. A Google destaca um dos seus “clássicos” favoritos de Eisenstaedt, em que crianças assistem a um espectáculo de fantoches, fotografado em 1963, precisamente no clímax da acção da peça, em que um dragão é massacrado.

A revista “Life” foi fundada em 1883 por John Ames Mitchell e, em 1936, passou para as mãos de Henry Luce que comprou o título, centrado no fotojornalismo. A última edição saiu em Maio de 2000. Agora existe apenas online, em Life.com. Informativa e divertida, superficial e séria, atraiu durante décadas os maiores fotógrafos: o desembarque na Normandia visto de perto por Robert Capa, Marilyn Monroe imortalizada por Milton Greene, as favelas do Rio de Janeiro pela lente de Gordon Parks, as temporadas de caça com Ernest Hemingway e Gary Cooper, os Beatles na piscina e o assassinato de John Kennedy são alguns exemplos das imagens memoráveis.

Destaca-se, ainda, as fotografias de Margaret Bourke-White da liberação dos campos de concentração nazis, assim como a primeira foto de soldados americanos mortos na Segunda Guerra Mundial, publicada em 1943.

Artigo retirado do Público On-line


Vejam as imagens já disponiveis em http://images.google.com/hosted/life ou através do Google Image Search.

0 comentários:

Espíritos Leitores

Sons