Ser Dador de Medula Óssea

Hoje, finalmente, inscrevi-me para ser dadora. Já andava há muito para me inscrever. Não dói nada!

Pessoal do IST: Até amanhã (inclusive) podem tornar-se dadores no pavilhão central! Não há "lanchinho" mas recebem uma t-shirt, uma caneta e ainda ficam registados para salvar vidas!! =P


COMO SER DADOR?

Para ser dador de medula óssea é necessário ter entre 18 e 45 anos de idade, ter pelo menos 50kg, nunca ter recebido uma transfusão, ser saudável e dirigir-se ao CEDACE (Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão) ou a um dos Centros de Histocompatibildade (Norte, Centro e Sul).
Na primeira fase o dador responderá a um inquérito clínico que será devidamente avaliado. Se não for detectada nenhuma contra-indicação, far-se-ão colheitas de sangue para tipagem e determinação de marcadores virais.

Estes dados serão guardados numa base informática nacional e internacional e serão usados sempre que um doente nacional ou internacional seja proposto para transplantação de medula óssea.

Sempre que um doente não tiver um dador familiar compatível é iniciado um processo de pesquisa em registos de dadores. Quando um potencial dador é identificado efectua-se um exame médico rigoroso e, depois de esclarecidas todas as dúvidas, é assinado um impresso de consentimento informado. Estão então cumpridas as várias etapas para se ser dador de medula óssea.

Existem dois processos de colheita de células para transplante de medula:
• Colheita a partir da Medula Óssea:
Células progenitoras colhidas do interior dos ossos pélvicos. Requer geralmente anestesia geral e uma breve hospitalização.
• Colheita de Células Progenitoras Periféricas:
Colheita feita no sangue periférico, geralmente dum braço, através de um processo chamado aférese, em que o dador tem de tomar previamente um medicamento que estimule a produção de células progenitoras no sangue.

O transplante de medula consiste na substituição da medula doente por outra normal de dador saudável HLA (sigla inglesa de antigénios de leucócitos humanos) compatível, de dador familiar ou de um dos sete milhões de voluntários inscritos num registo mundial. A medula do dador é fornecida ao doente como uma vulgar transfusão de sangue.

1 comentários:

Amordemadrugada disse...

olá amiguita
Olha tenho que te dizer que nao sou capaz de te ler muito bem!
Acho que a letra está pequena,,,esbatida...Eu tb ando meio cegueta...lol...mas acho mesmo que podias por a letra um cadito maior, ok?!
E doar sangue, esquece...Não é por nao ter vontade..é só que sou alergica a seringas...ui morria logo ali...
mas fazes muito bem querida...
Ajudar quem precisa é sempre uma mais valia...
Beso em tu

Espíritos Leitores

Sons