Obama Defende "Guerra Justa"




Obama defende "guerra justa" contra "o mal que existe"

Por Ana Fonseca Pereira
Na cerimónia em que recebeu o Nobel da Paz, o Presidente dos Estados Unidos falou dos casos em que se pode fazer a guerra

Foi um discurso inesperado. Ao receber o Prémio Nobel da Paz, Barack Obama falou de direitos humanos, da repressão que ainda é lei em muitas nações e dos que lutam contra a opressão. Mas falou sobretudo da guerra e de como ela pode ser "justa" e "necessária" para combater "o mal que existe" no mundo. Uma semana depois de ter ordenado a mobilização de mais 30 mil soldados para o Afeganistão, dando novos argumentos aos que criticaram a escolha do Comité Nobel, o Presidente americano garantiu também que "não ficará parado perante ameaças ao povo americano".
Na Câmara Municipal de Oslo, Obama disse ser "o testemunho vivo da força da não-violência" defendida por Martin Luther King, galardoado com o mesmo prémio há 45 anos, ou por Mahatma Gandhi, o mais célebre dos não laureados pelo Comité Nobel. "Mas enquanto chefe de Estado que jurou proteger e defender o seu país, não me posso guiar apenas pelos seus exemplos", disse.
Este distanciamento , sublinhou, não nasce de qualquer "cinismo", mas das lições da história: "Um movimento não violento não poderia ter parado os exércitos de Hitler. E nenhuma negociação pode convencer a Al-Qaeda a depor as suas armas".
Palavras dirigidas aos que em Outubro criticaram a atribuição do Nobel ao líder da maior potência armada do globo e também aos que hesitam em colocar os seus soldados ao lado das forças americanas no Afeganistão - "em muitos países há grande ambivalência sobre o que deve ser a acção militar nos dias de hoje".
O conflito iniciado em 2001 esteve, aliás, subjacente a todo o discurso. Descreveu-o como o exemplo de uma "guerra justa", que "a América não procurou".
Mas como saber quando é justificado o recurso à guerra? Quando podem os países alegar que o fogo das armas é indispensável? Na "doutrina Obama", como alguns analistas lhe chamam já, o direito à autodefesa é inegociável e deve ser a pedra basilar dos "padrões que governam o uso da guerra". Contudo, outras motivações podem e, segundo Obama, devem ser pesadas, como sejam a necessidade de "evitar o massacre de civis" ou "pôr fim a uma guerra civil".

Guerra justa??!! Qual é a guerra que é justa? Qual é a guerra que não mata inocentes? Não vou ser ingénua, é óbvio que seria difícil tirar Hitler do poder sem algum tipo de ataque armado... mas não será Hitler um extremo... Relembro que o Bin Laden foi um produto dos Estados Unidos, pois estes forneciam armas aos resistentes (entre eles o Bin Laden) afegãos. Quem brinca com o fogo... Infelizmente muitas guerras só existem para servirem interesses. E será esta guerra justa? Será que ninguém se lembra de como a guerra começou contra tudo e contra todos sem provas de nada? Violência só pode gerar mais violência. É preciso muita "não-violência" para que o mundo não chegue ao extremo do Hitler. "Guerra justa"? A guerra é sempre justa aos olhos de quem as comanda.

5 comentários:

Anónimo disse...

Uma novidade do mundo globalizado: O Prêmio Nobel da Paz Imperial. Segue-se o modelo do império romano, cujo lema era: "Si vis pacem, para belum" (Se queres a paz, prepara a guerra).

Regras do império: eleições democráticas palestinas não foram reconhecidas; eleições "democráticas", sob golpe militar, hondurenas são reconhecidas...

Antonio saramago disse...

Guerreiem-se todos á vontade, mas deixem o povo de cada Nação descansado...
Fui um Guerrelheiro, obrigado a isso e detesto ouvir falar em guerras...
Que raio de mundo este...

Amordemadrugada disse...

Mas eu acho ke se nunca se falasse de guerra..era tao bom
nao te tenho sentido kerida
boa noite e festas felizes
beso

Anónimo disse...

Saudemos o prêmio Nobel da paz com a canção:

No velho oeste ele nasceu
E entre bravos se criou
Barack Obama
Barach Obama

But Masterson exterminador dos índios americanos
Obama exterminador dos afegãos

Amordemadrugada disse...

Venho desejar Umas Santas Festas e td de bom em 2010
besito amigo
;)

Espíritos Leitores

Sons